terça-feira, outubro 10, 2006

bfdfghjghjkmjhmjhmj

Acho que eu vou ter que andar com um caderninho para anotar todas as coisas que surgem durante o dia para postar aqui no blog. Eu acabo esquecendo de 99% e depois não consigo mais lembrar o que era, o que eu tinha achado interessante ou bobo ou engraçado. Isso é a velhice chegando... Reflexo dos quase 27 anos...
Mudando de assunto, sábado fomos ver "O Diabo veste Prada" com nossas sobrinhas. Eu já tinha visto o filme, mas não conseguimos escolher nenhum outro para ver com as meninas, que também se encaixasse no horário que tinhamos disponível. Despretencioso, divertido, com roupas chiquérrimas, um pulinho em Paris e a ótima atuação da Ann Hattway e da minha musa, Meryl Streep, perfeita no papel de Miranda. Curiosamente sua personagem me fez lembrar de muitas pessoas que conhecí em algumas empresas onde trabalhei. Gente que nunca está satisfeita com absolutamente nada, que sentem prazer em humilhar os outros e que se acham insubstituíveis... coitadas!!! Como diria minha sábia avó, que morreu com 111 anos, no auge de sua sabedoria, "será que eles não sabem que quando morrerem vão feder tanto quanto qualquer pessoa"? Coincidência ou não, enquanto eu estava na fila para assistir ao filme ví que a ex-gerente de RH da empresa onde eu trabalhava também estava lá. Ela nunca foi com a minha cara a ponto de pular de alegria quando soube que eu tinha pedido demissão. A "dita cuja" sempre foi uma mulher mal resolvida, insegura, mas sempre se achou a pessoa mais importante da face da Terra. Nunca exerceu o papel de uma gerente de RH da forma que deveria ser exercido. Mal falava com os funcionários, não estava nem aí para o problema deles e seus olhos só brilhavam quando tinha que fazer alguma coisa para a presidência ou diretoria. Of course que ela simplesmente fingiu que não me viu (inclusive depois, na fila do banheiro) e eu fiquei pensando com os meus botões que o filme que tínhamos acabado de ver, infelizmente, não teve a menor influência sobre ela. Uma pena...

Um comentário:

Mirella disse...

Oi, Fê!!!
Precisava comentar aqui... será que a gerente dessa empresa é a mesma da empresa que eu trabalhava? A dita cuja não conseguiu disfarçar a alegria quando eu, em SP, fui lá informar que estava voltando pra Bahia... e ainda agradeci a ela por tudo! hahahahah
Nós merecemos... beijo!

;