sexta-feira, setembro 23, 2011

Minha mocinha!

Ontem ela fez 1 ano e 7 meses. O último mês foi de um desenvolvimento intenso. Principalmente na fala. Parece que engoliu um radinho de pilha e começou a tagarelar. E agora ela tb está fazendo escolhas. Quando ela faz alguma coisa errada eu pergunto se ela quer ficar de castigo. Ela diz que não. E eu digo que então tem que parar de fazer o que está fazendo de errado. É claro que as vezes a teimosinha fica de castigo pelo simples fato de não querer nos obedecer. Mas a noção do certo e do errado já está bem presente no nosso cotidiano.
O vocabulário agora está farto. Frases de 2 palavras são comuns: "Qué livinnnn!" (quero o livrinho!), ´"Bú, qué colinhinnnn" (Mamãe, quero colinho!). "Bú" significa "mamãe". O que é que tem a ver uma coisa com a outra? Não tenho a menor idéia... só sei que para ela eu virei Bú!. Tem horas que ela começa a chamar todo mundo ao mesmo tempo: papai, Duda, Lóla (que é a priminha Laura), vovó, dinda, mão (que é o irmão), Preta, Bú. Ai, ai, tenho que me conformar, não é mesmo. Todo mundo tem nome, mas eu sou Bú!!!! Mas eu nem ligo quando ela esta no meu colo, se vira para mim e fala: "Calinnn Bú" (carinho na mamãe) e põe a mãozinha na minha cabeça para fazer o carinho. É sempre espontâneo e maravilhoso.
Já adquiriu também a sua primeira mania, que é dormir com a perna esquerda por cima da almofada que fica no berço. Esses progressos são ótimos, mas por outro lado dá saudade da época de bebê. Quando dizem que passa rápido, a gente não imagina que é tanto...



3 comentários:

Juju disse...

aaai gente, cada dia mais linda!

Maria Betânia Fuller disse...

Fernanda acabei de conhecer seu Blog atraves de pesquisa, amei como se expressa e seus topicos, passei a segui-la.
Parabens pela menina linda e inteligente que vc tem, que Papai do ceu sempre as proteja.
Tambem acabei de cita-la e linkar numa postagem, desculpe a falta de permicao, caso nao conseda me avise, mas sua postagem ajudou a mim em um dos pontos sobre conciliar a amamentacao com o uso de mamadeira e assim como eu acredito que ajudara a outras mamaes tambem.
Um bjao, Maria.

Juciele Wasilewski disse...

esses chamamentos são engraçados. meu pai ensinou a minha irmãzinha que papai era igual papagaio. daí ela chamava o papai de "pagaio", pra mamãe não ficar com ciúmes, começamos a chamá-la de "mangaia" e assim foi por uns par de anos...

;