terça-feira, maio 11, 2010

Meu primeiro Dia das Mães


Meu primeiro Dia das Mães como mãe foi maravilhoso. Poderia ter sido extraordinário não fosse o fato da minha sogra ter sido internada na noite anterior. Maridovisk dormiu com ela no hospital e só me encontrou no domingo à tarde. Dormi sozinha com a Maria Fernanda pela primeira vez. Fiz questão que ela dormisse na minha cama, bem juntinho de mim. Ela teve uma ótima noite de sono e só acordou duas vezes de madrugada. Às 3 da manhã ela acordou e me deu o sorriso mais lindo do mundo. Parecia até que estava falando: Feliz Dia das Mães, mamãe!!! Meu coração quase transbordou de tanta felicidade. Só nós duas, no quarto com uma luz bem fraquinha, no silêncio da noite e aquele sorriso banquela, olhinhos brilhando, mãozinhas para cima... inesquecível. Acho que a gente só tem a noção do que é ser mãe depois que tem filho. Posso procurar no dicionário várias palavras para descrever este sentimento, mas nenhuma pode expressar de forma tão honesta o que é ser mãe. Agradeço à Deus por ter me dado este presente.

Um comentário:

Carol Vinagre disse...


ela está lindaaaaaaaaaa!!!!!
que orgulho, hein

;